Área do cabeçalho
gov.br
Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Centro de Humanidades

Área do conteúdo

Licenciatura Intercultural Indígena Kuaba obtém reconhecimento do MEC com excelente avaliação

Data de publicação: 4 de maio de 2022. Categoria: Notícias

A Licenciatura Intercultural Indígena Kuaba finalizou o processo de reconhecimento do curso pelo MEC e já obteve excelentes resultados na avaliação. O curso é vinculado ao Centro de Humanidades e conta com parceria de professores dos departamentos de Ciências Sociais, Letras Vernáculas e História.

O curso de graduação foi criada em 17 de abril de 2017, decorrente de debates e demandas coletivas dos indígenas de 15 etnias do estado do Ceará, distribuídas nos municípios de Aquiraz, Caucaia, Pacatuba, Maracanaú, Aratuba, Canindé, Monsenhor Tabosa, Itapajé, Itarema, Acaraú, Quiterianópolis, São Benedito, Poranga, Crateús, Tamboril e Novo Oriente. Nesses municípios existem 38 escolas indígenas estaduais e 4 municipais, assegurando matrículas de 8240 alunos, distribuídos da educação infantil ao ensino médio.

Pensados e demandados por índios organizados em diversas regiões do Brasil, as licenciaturas interculturais Indígenas foram implementadas pelo governo federal (então presidido por Luiz Inácio Lula da Silva) em 2005. Antes disso, os indígenas brasileiros não possuíam espaços nas universidades brasileiras.

“O grande mérito desse curso é a integralização curricular que consegue relacionar os saberes tradicionais indígenas, tais como: espiritualidade, lutas políticas, mitos, rituais e lugares sagrados, com o conhecimento científico e acadêmico que a Universidade proporciona. Essa amálgama de campos e saberes tradicionais e acadêmicos proporcionam aos indígenas uma formação integral, complexa e densa sem perder de vista a identidade desses povos.” explica o Prof. Carlos Kleber Saraiva de Sousa, atual coordenador da Licenciatura Intercultural Indígena Kuaba.

Acessar Ir para o topo