Área do cabeçalho
Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Centro de Humanidades

Área do conteúdo

Encontros Literários Moreira Campos apresentam palestra sobre o abolicionista Luiz Gama

Data de publicação: 20 de setembro de 2022. Categoria: Notícias

Os Encontros Literários Moreira Campos (ELMC), retomam neste mês de setembro a sua programação presencial de debates sobre literatura, no Centro de Humanidades (CH). As atividades vão até dezembro, sempre às quartas-feiras, a partir das 18h30min, no Auditório José Albano, na área 1 do CH. Iniciando o ciclo, na quarta-feira (21), será abordado o tema “Luiz Gama em Transfluências Malungas”, em alusão aos 140 anos de morte do autor e abolicionista baiano.

O palestrante será o coordenador dos ELMC, Prof. Marcelo Magalhães, do Departamento de Literatura da UFC, que comenta a relevância da obra literária deste que é um dos maiores intelectuais negros do Brasil. “Luiz Gama andou mexendo em vulcões! E com isso provocou sensíveis tremores de terra, tanto no campo da poesia quanto no do jornalismo empenhado na causa da liberdade. Esse Orfeu de Carapinha soube criar uma candimba muito própria, ciência que ele afinou inicialmente em verso satírico, e posteriormente nas páginas de periódicos. Transcorreu em direções diversas, em transfluências com outras vozes malungas. São esses os percursos que pretendemos apresentar, assim como a possível trama do encontro entre vozes que viveram e combateram a escravidão”, afirma.

A mediação será feita pelo Prof. Júlio Bastoni, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Letras: Literatura Comparada (PPGLetras UFC). A participação é gratuita e aberta ao público. As inscrições podem ser feitas em link disponível na bio do perfil dos ELMC no Instagram (@e.l.moreiracampos), ou no horário e local do evento. A atividade contará com emissão de certificado.

LUIZ GAMA – Luiz Gonzaga Pinto da Gama nasceu em Salvador, em 1830, filho de um homem branco e uma mulher negra. Aos 10 anos foi vendido pelo próprio pai como escravizado, permanecendo nessa condição até os 17 anos, e ainda escravizado aprendeu a ler e a escrever. Por conta disso, conseguiu provar que havia nascido livre e enveredou pelos estudos, tornando-se jornalista e advogado. É conhecido como um dos patronos da abolição, tendo conseguido libertar mais de 500 pessoas. Como literato, publicou, em 1859, Primeiras Trovas Burlescas e colaborou com jornais impressos de São Paulo, como o Diabo CoxoCabrião e o Jornal Paulistano. Morreu em 24 de agosto de 1882, aos 52 anos, por complicações de diabetes.

SAIBA MAIS – Criado em 1985, pelo escritor Moreira Campos (1914-1994), com o nome Encontros Literários, o projeto Encontros Literários Moreira Campos ganhou esse nome em 1994, como homenagem ao seu fundador. Atualmente, como projeto de extensão da UFC, promove a divulgação de iniciativas e debate sobre literatura através de encontros presenciais, lives no canal do projeto no Youtube (https://tinyurl.com/4xpfzdud), em seus perfis nas redes sociais Instagram (@e.l.moreiracampos) e Facebook (@encontrosdaufc) e ainda pelo podcast dos ELMC (https://tinyurl.com/2yuvfu8y).

Fonte: Prof. Marcelo Magalhães, coordenador dos Encontros Literários Moreira Campos – e-mail: bolsistasmcampos@gmail.com

Acessar Ir para o topo